quinta-feira, janeiro 04, 2007

A Vida é uma Roleta Russa...

Primeiro, a discussão…
Terrível, como sempre…

Depois, a cama…
Fantástica, como normalmente…

Deitei-me, já sem qualquer menção ao assunto sobre o qual tínhamos gritado…
Calei o mal-estar e sei que ele fez o mesmo!

Um esforço, para uma noite normal! Os nossos corpos ansiavam por um toque de desejo, por uma chance de calar a tesão que nos consumia há dias!

Ele despiu-se e deitou-se também!
Estava frio, por isso tapámo-nos com o edredão, enquanto as nossas bocas se devoravam sofregamente as nossas mãos se redescobriam sem pudores!

Pedi-lhe: “Come-me! Quero sentir a tua boca a dar-me prazer!”

Ele apenas sorriu e, com aquele olhar maroto que me enternece, dirigiu-se “para sul”!

Começou a lamber-me, a chupar-me, a dar-me todo o prazer que eu queria sentir! Os seus dedos penetravam na minha ratinha e no meu cuzinho, enquanto o meu grelo crescia mais e mais, doido com a tesão que sentia!

Eu gemia enquanto segurava na cabeça dele, puxando-lhe até os cabelos com o descontrolo que se apoderava de mim!

Ele não parou um segundo sequer! Todos os meus buraquinhos estavam a ser estimulados e preenchidos pela língua dele, pelos dedos dele…
Fui à loucura completa e tive um orgasmo brutal, completamente louco e animal! Gritei de prazer e senti todo o meu corpo a estremecer, completamente fora de mim, com espasmos da cabeça aos pés!

Ele levantou-se, beijou-me (adoro o meu sabor…) e a seguir enfiou o seu caralho completamente teso na minha boca!
Chupei-o, lambi-o, senti-o duro e teso na minha boca, quase a chegar à minha garganta!
Senti que ele não aguentaria muito mais e “forcei-o” a penetrar-me! Queria sentir aquele pau dentro da minha cona, o peso do corpo dele sobre o meu, fundidos num só!

A penetração funda deu-me um outro prazer e senti o orgasmo dele atingir-me, bem dentro de mim, quase como se fosse meu!...

Sentimo-nos cansados, mas não saciados!

Depois de nos lavarmos, voltámos para a cama!
Enquanto ele fazia zapping, decidi ir eu “para sul” e comecei a lambê-lo!...
Tirei-lhe a pichota para fora dos boxers e “engoli-a” quase por inteiro!
Devagarinho, chupei e acariciei, até sentir que já estava a crescer dentro da minha boca!
Continuei, num vaivém doido, a comê-lo, a deliciar-me com o seu sabor, a chupar a cabecinha daquele pau já duro e pronto para se “esparramar” na minha boca!
Quando senti o leitinho na minha boca, abrandei o ritmo e limitei-me a dar pequenas e suaves lambidelas, aproveitando cada gotinha que se tinha escapado por entre os meus lábios!
Quando finalmente levantei a cabeça e me deitei ao lado dele, estava completamente zonza com toda aquela agitação!
O Rei estava completamente “de rastos”, sem acção sequer para o tal zapping que tinha iniciado!...

Percebi que estava satisfeito, saciado, cheio!!!

Passado um bocado levantou-se (não, não dormiu na minha casa!), vestiu-se e preparou-se para ir embora para casa dele!

Quando me beijou, para se despedir, sussurrei-lhe: “podes fazer outra vez? Só um bocadinho? Prometo que não demoro a vir-me de novo!...”

Eu estava ainda excitada, molhada e com vontade de ter mais prazer!
Quando senti a língua dele de novo, estremeci!
Senti-me penetrada e cheia de tesão, molhada de prazer, pronta a vir-me de novo para ele!

Só depois de mais este orgasmo me senti sonolenta…
Despedi-me dele: “até amanhã Rei Leão”…
E dormi!

11 comentários:

Nuno disse...

Este é dos poucos blogs que me excita só de o ler! tens um jeito para isto imaculado :-)

ainda por cima és sempre surpreendente e quer no conteúdo quer nos timings...

Confesso que adoro isto... é quase caso para dizer "O prazer também é meu"...

Cumprimentos

Afonso disse...

parece que tudo se resolver! ainda bem... é sempre bom começar o ano assim... ;)

noivo disse...

Ahh e isso não é considerado trabalho precário?;)bjs

Anónimo disse...

www.amor.semlimites.zip.net querida espero por uma visita sua li um comentario da qual concordo plenamente vc é demais ,sou nova em blog e saio daqui aiiiiiiiinem te conto espero por vc beijos Luciana..

Gaja Boa 2 disse...

Fantástico....a serio....ta um péctáculo.
xiça que és boa nisto carago
bjs

cheiodetesao disse...

Há vários dias que não vinha por aqui. Cheguei agora e fiquei doido de tesão com o post que escreveste. Lindo e excitante...

Boa noite, Heidi, vou ausentar-me não sei bem por quanto tempo, assim que puder, volto.

Beijinhos...

Gerentes disse...

Se todas as discussões acabassem assim, andávamos sempre a arranjar argumentos para discutirmos ;)
Beijos
Ana e Jorge

Gaja Boa 1 disse...

Realmente tens um jeito danado pa escrever estas cenas! Parabéns!!
Quem dera que todas as discussões acabassem assim...

Perguntador disse...

Olá! realmente a tua forma de expores a tua intimidade é optima para o despertar dos sentidos.
Bom ano de 2007 com muitos prazeres; são os prazeres aquilo que nos faz ter o prazer de os sonhar, para mais tarde realizar?!
Gostava de deixar o meu comentário (tardio sim, sorry) sobre o desabafo da traição vivida recentemente.
Traição começa sempre que olhamos para alguém que por um qualquer prazer imaginado, lhe dariamos prazer! Tu própria o pensaste! Então, a conclusão desta "ideia simplista" é: traição não existe, existe sim a vontade de todos nós termos sexo com alguém que por este ou aquele motivo nos atesoa! O que todos nós temos é um sentimento de "posse", logo ciúmes, sempre que amamos alguém.
Um beijo.

Rafaela disse...

A amizade...
          ♥ ♥
        ♥
    
    ♥
         ♥ ♥Pode ser virtual,
     ♥ ♥pode ser pessoal...
          ♥ ♥Não importa!!!
  ♥ ♥O carinho de amigo
          ♥ ♥é sempre real...
   ♥ ♥Não importa
          ♥ ♥se nunca nos vimos
    ♥ ♥frente a frente,
          ♥ ♥mas somos leais
 ♥ ♥e coerentes...
      ♥ ♥Somos amigos pra sempre.
         ♥ ♥O carinho de uma amizade
      ♥ ♥não tem distância...
          ♥ ♥ela vem por linhas,
♥ ♥vem através da nossa telinha
     ♥ ♥e pelos olhos
          ♥ ♥de quem tem
   ♥ ♥a felicidade de enxergar...
com o coração
          ♥ ♥Amizade Verdadeira existe sim

É esta amizade que eu tenho por você
Beijinhos com luz, Rafa...

Anónimo disse...

Como me identifico com este episódio: as discussões, primeiro, o desejo depois. Se bem que este último se manifeste mais da minha parte.
Beijos
"Ana"