quarta-feira, janeiro 02, 2008

Reveillon - Ficção ou Realidade?!

Trabalhei todo o dia 31! Felizmente, o dia foi relativamente calmo e consegui sair cedo; o jantar na casa da minha amiga estava combinado para as 20h e não queria atrasar-me!
Tomei um duche rápido e sequei o cabelo a correr, sem grandes cuidados ou pormenores!
Vesti uma roupa bem sexy e fui!
A minha amiga tinha alguns convidados já em casa quando lá cheguei!
Reparei logo nele!
Alto, com um sorriso bonito, moreno, ar atrevido!
Pensei que estivesse acompanhado, mas enganei-me!
Estava sozinho e com vontade de curtir a Passagem de Ano!
Jantámos no maior flirt! Ficámos sentados frente a frente e parecia que estavamos prestes a "pegar fogo"!
Por mim, depois de tanto tempo sem o prazer da carne, estava capaz de o comer mesmo ali!...
Mas controlei-me e segui o jogo dele... um sorriso aqui, um leve toque ali, um piscar de olho "inocente" sem ninguém perceber, enfim!...
Pouco antes da meia noite saímos todos e fomos para a Praça, ver o fogo de artificio e passar o Ano na rua (uma tradição entre nós, grupo de amigas, já com bastantes anos), com a garrafa de champanhe numa mão e as 12 passas na outra!
Estava um frio de rachar!
No bater das 12 badaladas, ele apenas me segredou "Feliz 2008", num sussurro que me arrepiou até à espinha, quente e envolvente e beijou-me nas bochechas, num misto de provocante inocência!
Devolvi os beijos com a mesma provocação e um sorriso que prometia bastante mais!...
A Praça estava animadissima, repleta de gente e alegria! Para além do frio respirava-se festa, animação e cor!
Por volta da 1:30 fomos para o bar da moda, que estava já ao rubro de animação!
A musica inundava os nossos corpos e o alcool que já tinhamos bebido ajudava ainda mais a descontrair e relaxar!
Depressa deixamos de dançar um para o outro para dançarmos um com o outro!
Os ritmos latinos ajudam e encorajam os corpos a se envolverem sem pudor, as mãos tocam cada ponto malicioso com uma descontracção natural, sem rasto de timidez!
Sem percebermos bem, já estavamos longe dos nossos amigos e a dança era apenas e só um pretexto para nos provocarmos mutuamente!
A temperatura subia vertiginosamente e eu segredei-lhe apenas ao ouvido "Não tens calor? Queres ir apanhar ar lá fora?"
Ele sorriu e saímos juntos, de mãos entrelaçadas!
Na rua o frio cortava, mas nós estavamos tão quentes que nem percebemos a diferença de temperatura!
Sentamos num banco, na rua, entrelaçados e aos beijos!
Ele tinha uma língua quente, atrevida e irrequieta!
Cada beijo nos enchia mais e mais de tesão, um desejo impossivel de controlar!
Fomo para o carro dele (estava estacionado não muito longe dali) e nem hesitamos!
Ele desapertou as calças e o caralho dele, obviamente entesado e duro, saltou pronto para se enterrar em mim!
Eu estava completamente molhada e desejando ser fodida por aquele quase desconhecido, que me beijava de uma maneira tão estranha e boa!
A minha cuequinha fio dental vermelha fê-lo sorrir e tirou-a com pressa; os dedos dele encontraram a minha ratinha completamente pronta para o receber, o meu grelo já impaciente pelo prazer que antecipava!
Deitados no banco de trás, abri as pernas e entrelacei-as na sua cintura; o pau dele enterrou-se em mim, fundo como eu gosto, cheio de vigor!
Com as pernas entrelaçadas nele, foi fácil "encaixar" um no outro com o ritmo certo!
Ele não demorou a vir-se pra mim! Senti cada entrada com prazer, cada pulsar de tesão e por fim o orgasmo a atingi-lo! Bastou-me olhar pra ele pra perceber que tinha gostado, mas...
... eu ainda não me tinha vindo!... E não estava disposta a sair dali enquanto isso não acontecesse!
Por isso, peguei na mão dele e disse-lhe o que quria e como queria!
Mostrei-lhe o caminho, o que devia fazer e entreguei-me!
Fechei os olhos e senti apenas!
O meu grelinho doido também não se demorou muito e vim-me com um prazer imenso!
Acho que gemi, gritei, enfim!...
Vim-me como já há algum tempo não acontecia!...
Quando a temperatura dos corpos começou a voltar ao normal e ficámos com frio, apenas ajeitámos a roupa e o cabelo e voltamos para o bar onde estavam os nossos amigos!
Penso que ninguém deu pela nossa falta!...
Fui pra casa já de manhã, mas sozinha!
... e só já deitada na minha cama, quase a adormecer, é que me lembrei que nem os numeros de telefone trocamos!...
Feliz Ano Novo!

13 comentários:

Anónimo disse...

simplesmente cena de puta..

Anónimo disse...

dingolingoz@hotmail.com

adiciona-me e eu dou-te mais que simples prazer

PsYcHo_MiNd disse...

Eu também fiquei húmido como o caraças, mas devido à garrafa de champanhe que me despejaram em cima.

caty disse...

oh amiga a minha vida tb nao tem sido facil mas fico contente por a tua passagem de ano ter sido melhor que a minha.... passa no meu canto pois vou voltar a escrever... mas ja nao tenho visitantes divulga... POIS A CATY EM BREVE VAI RECOMPOR-SE BEIJO

Helluah disse...

veio-se logo logo? xiii...
eu n perdoava...

Ana disse...

Há passagens de ano.. e há passagens de ano. Para o ano que vem podem entregar-me uma assim embrulhadita no natal que eu não me queixo. :)
Feliz 2008, com muitos momentos de prazer inesperado! E do esperado também, que eu não sou esquisita!

Foxy disse...

Eu costumo dizer que passarei o ano a fazer aquilo que fiz na passagem...
Normalmente tento passar aos beijos , se passar a dois já se sabe o que faço...ihih


Diria que o teu ano promete!!!! Beijos e ainda bem que estás desperta para o mundo lá fora!

almasgemeas disse...

ufa!!! que história

http://www.duasalmasgemeas.blogspot.com/

NM disse...

Foi bom voltar aqui. Um beijinho e continuação de boa escrita.

http://krigsmjod.blogspot.com
http://prazeroculto.blogspot.com

peter disse...

O texto está muito bem escrito, Parabens.
Fica a duvida. Terá sido ficção ou realidade....?
Seja como fôr...,o texto está excelente.

Lord Jeremias disse...

bem, nitidamente ficção. se a noite foi boa e quente como escrita ele de certeza que pedia o número.. nenhum gajo deixa a oportunidade de repetir um "bom prato"... a não ser é claro que não fosse um "bom prato".. :P

Eterno Pecador disse...

ola dona do prazer
aqui vai o endereço de um louco
que como tu adoro partilhar sonhos e realidades bem quentes e sensuais
um beijo e um pouco do meu prazer vai para ti envolto numa linda flor

mitro disse...

vos digo: Há gajos com muita sorte!

(É preciso ser lindo, né?)